terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Nem adianta

 Oieee '-'
 Sorriso forçado elogios para agradar "puxação de saco" interesse, resumindo fingimentos, eu não suportoo mas poderia te passar uma lista de "coleguinhas" que acham que convencem com esse "teatrinho".
 NEM ADIANTA, se eu estiver em um grupo não estando a vontade e sem chance de escapatória, ficarei séria, travada. Já cheguei a me consultar com uma psicóloga que me aconselhou a tentar lutar contra isso e agir normalmente, oh shit! eu não consegui, não consigo e pronto u.u, e não foi por falta de tentativa não, descartei essa opção  de vez logo.
 Gaby aconteceu alguma coisa? Gaby você é tímida? Gaby você tá com raiva? são algumas perguntas que os novatos, mas não é nada disso. Eu sou observadora não consigo chegar mostrando qual é a minha real intenção (hummmmmmmmm, rs) há um certo mistério.


 Posso te conhecer a um tempinho, até me relacionar, mas se eu não me sentir a vontade (2) pra fazer brincadeiras, enlouquecer (q), nem adianta eu travo e consequentemente começo a me achar chata, anti social, sei lá como se não fosse eu oO.
 é... sou complicada no começo, mas depois de um teeeeempoo 100% de complicação cai para 95% (brinks), una 37,3%, rs. Tá achando que sou doida? isso porquê você nunca teve o choque de me ver elétrica aí do nada fico quieta pensando...sabe, eu penso bastante... rs ;)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Escrevo, publico, releio

   E aê, bem?



   Encontro-me questionando porque algumas coisas acontecem comigo (isso acontece com todo mundo u.u) mas, agora, é tão... diferente oO. Em minha fértil mentalidade jovem está tudo nos conformes, mas carinhosas palavras em forma de conselhos dos "maduros" estão me fazendo refletir mais do que o necessário (?).
  Fico very happy quando chegam dizendo o quanto meu blog é legal, e que ajuda em alguns momentos da vida destes alguns mortais. 
  Muitas vezes ( na marioria delas), o que eu posto serve como um alicerce, impulso para eu me impor em algumas situações ou superar outras, serve para marcar o fim ou começo das minhas fases.
 Leio postagens antigas, faço o balanço se melhorei ou piorei (rs), de como está a escrita e mentalidade.     Gabrielle Alves de Lima é uma metamorfose ambulante, é incrível a minha capacidade de "enjoar" das coisas, essa é a razão por eu já ter "mudado" por ainda mudar o visual, ampliar gostos musicais e assim vai... I hate rotina! não suporto essa tal mesmice.
  E agora, agora é hora de dizer não, omg! nem eu acredito. Alicerce, impulso, superação, auto ajuda. Escrevo para que tensões sejam amenizadas, publico para que experiências sejam compartilhadas, releio muito depois pra ter a certeza que barreiras foram ultrapassadas e objetivos alcançados.
 Há tanto para se viver...

*--* Olhinhos brilhantes

 Oiee *-*
  Lembro como se fosse ontem (pausa.. mais um gole do cházinho, rs), dos sonhos gritantes que eu, FF e o Luiz compartilhávamos, da cidade em que cada um imaginava morar (kkk) ¬¬ das conversas atuando outros sotaques.
 Este ano, um dos meus dreams foi realizado, estou aqui no RJ que era a city " em que eu vivia" nos blábláblás da hora do intervalo. Yeah, perfeita cidade maravilhosa! encantadora, pincelada, alguns lugares com paisagens surreais.

 As pessoas? educadérrimas (ao menos as que eu estou convivendo, e tagarelando na rua) ser turista é muito bom, e eu curto trocar figurinha seja com paquerinhas, idosos, atendentes... por falar em paquera, rs, os caras são bem saidinhos, cheios de marra e atitude ( me gusta demais) eu não iria achar ruim se caso me casasse com um carioca, hahahaha.
 Achei engraçado a forma com que a Bahia é vista por eles.Além de pensar que todo ano é carnaval, eles admiram e apreciam os baianos (diferente de outro estado em que há uma certa "implicância") foi por isso que fiquei tão a vontade, tão em casa.
 Agora estou aqui na cozinha escrevendo, ao mesmo tempo que sinto saudade de lá, já sinto daqui... =/

Não cometer os mesmos erros

   Hey, you! fine? 
   Estive pensando... pra variar, quando Deus não quer que algo aconteça, não há nada nem ninguém que interfira nisso. Ok, respeito aquelas pessoas que não acreditam no poder divino, mas o blog é meu, e como eu acredito e tenho temor, postarei quantas vezes der vontade sobre como eu sou grata por ser tão abençoada por ELE.
  Muitas vezes temos a consciência que outros caminhos só trarão decepções mas mesmo assim continuamos, confiamos na força dos nossos atos, do nosso eu, aí eu te pergunto: Até quando? consequências virão! agora está tudo bonitinho, as mil maravilhas, mas você não sabe o que te espera futuramente.
 Erros fazem parte da vida sim, poxa, temos que amadurecer, mas o x da questão é aprender com isso, e não insistir. 
 Pense, repense, pense mais um pouquinho. Eu sei o quanto é difícil recusar algumas coisas, as vezes não resistimos, caímos, ninguém é perfeito! mas se o arrependimento vier e se os mesmos atos não forem cometidos, há uma recompensa sim sim.


Beijos